RESAMA ATTENDS ROUNDTABLE ON HUMAN MOBILITY DURING THE 2019 HUMAN RIGHTS & CLIMATE CHANGE DIALOGUES

Diogo Andreola Serraglio had the unique opportunity to put forward RESAMA’s researches on human mobility in the context of the adverse effects of climate change in Latin America during the 2019 Human Rights & Climate Change Dialogues at the United Nations Office at Geneva.

The Roundtable on Human Mobility took place in the afternoon of November 5th, 2019, and was organised by the United Nations Human Rights Office to the High Commissioner (OHCHR) in partnership with the Platform on Disaster Displacement (PDD), the Center of International Environmental Law (CIEL) and Earthjustice.

76695277_1174112029601515_6149183803865694208_n.jpg

The event aimed at fostering the conversation about the role of key policy processes and address the interplay between human rights in the context of climate change and human mobility, as well as discussing the remaining protection gaps in these areas and the role of key intergovernmental processes and actors to address such gaps.

RESAMA’s research presented at IDMC’s Annual Conference “The Road to 2030: Finding solutions to internal displacement”

On October 1st, 2019, Luiza de Moura Pallone represented RESAMA at the Internal Displacement Monitoring Centre (IDMC)’s Annual Conference entitled “The Road to 2030: Finding solutions to internal displacement”, which was held in Geneva, Switzerland.

photo conference3

The event gathered researchers and practitioners from different organizations and countries to discuss feasible strategies, action points and innovative tools to promote solutions to internal displacement. Luiza’s presentation was allocated in the panel “Understanding displacement – scale, severity, risk and impacts”, and covered RESAMA’s latest research on Brazil’s official disaster information system and data collection procedures.

photo conference2

The video with highlights of the conference is available here.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

RESAMA attends workshop ‘Rectifying the protection gap for climate refugees: where next?’ in London

RESAMA’s researcher, Diogo Andreola Serraglio, delivered a speech on the ‘Impacts of extreme events on human mobility in Latin America: Climate policies and normative strategies’ at the Workshop entitled ‘Rectifying the protection gap for climate refugees: where next?’, held in London last June.
Foto 01
The event took place at the Royal Holloway – University of London and was organised by Professor Simon Behrman (Royal Holloway) and Professor Avidan Kent (University of East Anglia).  
The event aimed to assess the outcomes of the Global Compacts and the Task Force on Displacement, to identify their contributions to ongoing attempts to construct better protection mechanisms for those forced to move as a result of the effects of climate change, and to discuss ways of ensuring that these texts are translated into concrete developments in the global policy and governance.
To read more about the event, click here.

RESAMA attends the Paris Peace Forum

On November 12-13, Luiza de Moura Pallone represented RESAMA at the Paris Peace Forum. The event was an initiative of French president Emmanuel Macron and organized in cooperation by the French government, Sciences PoMo Ibrahim FoundationKörber FoundationInstitut français des relations internationales and Institut Montaigne

The Forum aims to gather key actors on global governance, from States, to international organizations and civil society, that are working towards the development of better governance solutions for today’s global challenges.

WhatsApp Image 2018-11-13 at 15.08.47
Noella Richard (UNDP), Miriam Allam (MENA Governance Programme OCDE), Kessy Martine Ekomo (URU), Haifa Dia Al-Attia (Queen Rania Foundation for Education and Development) discussing the role of the Youth in ensuring peace and security in the framework of Resolution 2250 of the UN Security Council.

The organization selected 120 governance projects and initiatives from around the world, which presented their work to the participants during the event, generating awareness, networking and possibilities for cooperation.

WhatsApp Image 2018-11-13 at 10.07.23

 

 

 

 

 

RESAMA participates in panel at the 6th “Mostra Ecofalante de Cinema Ambiental” in São Paulo

Resama’s founder, Erika Pires Ramos, was one of the specialists invited to the panel “Climate Change and Geopolitics” to debate the movie “The Age of Consequences”. The panel was part of the 6th Mostra Ecofalante de Cinema Ambiental in São Paulo, Brazil, which was held on June 2, 2018.

The vídeo is available here.

Resama’s founder integrated the initiative “Defensoras”

Resama’s founder integrated the initiative Defensoras, which seeks to spread knowledge on the role of women in the protection of the planet. particularly regarding attention to climate change and the protection of human rights. The project documents personal stories of women, who talk about their actions, goals and ways forward to continue their activism.

Erika’s presentation at Defensoras is available here.

RESAMA participa do evento “Diálogo Mercosul-União Europeia sobre Mudanças Climáticas, Segurança Energética e Alimentar” em Brasília

No dia 16 de agosto, a pesquisadora da Resama Luiza de Moura Pallone participou do evento “Diálogo Mercosul-União Europeia sobre Mudanças Climáticas, Segurança Energética e Alimentar”, realizado na Casa da ONU, em Brasília.

O evento foi organizado pelo Programa Regional de Segurança Energética e Mudanças Climáticas na América Latina (EKLA), da Fundação Konrad Adenauer (KAS), o Centro Brasileiro de Relações Internacionais (CEBRI) e o Instituto de Pesquisa em Meio Ambiente, Segurança Energética e Desenvolvimento Sustentável (AMENDS), com o apoio da ONU Meio Ambiente e da União Europeia.

O objetivo central foi discutir os impactos das mudanças climáticas para o Mercosul e União Européia, tendo em vista os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), e o que eles significam principalmente em termos de segurança alimentar e gerenciamento energético.

As exposições foram divididas em dois painéis. O primeiro focou em Segurança Energética, ODSs e NDCs e contou com a participação de Izabella Teixeira, ex-ministra do meio ambiente e senior fellow do CEBRI, Suzana Kahn Ribeiro, do Painel Brasileiro de Mudanças Climática, e Jefferson Soares, superintendente da Empresa de Pesquisa Energética (EPE). Já o segundo abordou os temas de Segurança Alimentar e Financiamento, com falas de Daniel Balaban, diretor do Centro de Excelência contra a Fome do Programa Mundial de Alimentos (PMA) das Nações Unidas, Alan Bojanic, diretor da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO), e Annette Killmer, do setor de Mudanças Climáticas e Desenvolvimento Sustentável do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

Para mais informações sobre o evento, clique aqui.

Fundadora da Resama participa do seminário “Vozes do Refúgio” no Rio de Janeiro

No dia 20 de junho, a fundadora da Resama, Erika Pires Ramos, participou do seminário “Vozes do Refúgio”, sediado pelo Museu do Amanhã, no Rio de Janeiro.

O evento foi realizado para marcar o Dia Mundial do Refugiado (20 de junho) e contou com a mostra “Vidas Deslocadas”, uma exposição elaborada pelo Museu do Amanhã em parceria com a Agência da ONU para Refugiados (ACNUR) e a Agence France-Presse (AFP).

Na oportunidade, Erika e outros estudiosos abordaram a questão dos deslocamentos causados por questões climáticas e enfatizaram a importância de criar uma estrutura de governança para atender essa categoria migratória e evitar a potencialização de conflitos.

“O não reconhecimento deixa essas populações expostas a graves violações de direitos humanos. Quando elas migram especialmente entre fronteiras internacionais, são consideradas migrantes irregulares, o que pode dar margem ao aliciamento por traficantes de pessoas”, pontuou Érika. Veja o vídeo do evento.

Para ler mais sobre o evento, clique aqui.

RESAMA participa da reunião de instalação da Câmara Temática de Visão de Longo Prazo do FBMC

A colaboradora da RESAMA Beatriz de Azevedo esteve presente na reunião de instalação da Câmara Temática de Visão de Longo Prazo (CTLP) do Fórum Brasileiro de Mudanças Climáticas (FBMC), que ocorreu no dia 13 de abril, na cidade do Rio de Janeiro.

O Fórum Brasileiro de Mudanças Climáticas (FBMC), órgão multisetorial que pretende conscientizar e mobilizar a sociedade brasileira para discussão e tomada de posição sobre os problemas decorrentes da mudança do clima, foi criado em 2000 (Decreto 3.515/2000 e Decreto de 28.08.2000) e reconhecido em 2009 como instrumento institucional da Política Nacional de Mudança do Clima (Lei Federal 12.187/2009).

Para melhor promoção do diálogo entre sociedade civil e Estado, o FMBC constituiu 9 Câmaras Temáticas organizadas em setores, conforme abaixo:

  1. Florestas, Biodiversidade, Agricultura e Pecuária
  2. Energia
  3. Mobilidade e Transportes
  4. Indústria
  5. Cidades e Resíduos
  6. Financiamento
  7. Defesa e Segurança
  8. Visão de longo prazo
  9. Ciência, Tecnologia e Inovação

Até setembro/2017, cada CT produzirá um documento de orientação setorial para implantação da Contribuição Nacionalmente Determinada (em inglês, NDC) brasileira ao Acordo de Paris.

A consolidação dessas análises em uma proposta integrada a ser encaminhada à Presidência da República ainda esse ano e a construção de uma estratégia de desenvolvimento de longo prazo (em inglês, LTS) da economia brasileira são algumas das tarefas da Câmara Temática de visão de Longo Prazo (CTLP).

O evento, organizado por Branca Americano, Natalie Unterstell e Alfredo Sirkis, contou com contribuições da sociedade civil organizada e de órgãos governamentais

Na oportunidade, foram apresentados e discutidos os modelos que inspiram o FBMC:

A colaboradora Beatriz de Azevedo esteve presente nessa reunião, colocando a RESAMA à disposição para – dentro desse cenário colaborativo – pensar e discutir de que modo a questão da mobilidade humana pode ser inserida dentro da NDC brasileira e de sua estratégia de longo prazo.

 

Pesquisadora da RESAMA participa do BIARI México 2017: “Migrações nas Américas”

Entre os dias 9 e 13 de janeiro, na Cidade do México, a conferência BIARI México 2017 com tema “Migrações nas Américas” contou com a participação da pesquisadora da RESAMA, Lilian Yamamoto, que apresentou o projeto de pesquisa “A Migração Ambiental na Agenda Pós- 2015 nos Países da América do Sul – Casos da Argentina, Bolívia e Peru”.

whatsapp-image-2017-01-17-at-00-16-25

O evento teve como organizadores o COLMEX (El Colégio de México) e BIARI (Brown International Advanced Research Institutes), representados pelos professores doutores Silvia Giorguli, David Lindstrom e Jéssica Nájera e participação do diretor do BIARI, prof. Dr. Matthew Gutmann. Nossos agradecimentos à organização!

RESAMA participa de simpósio sobre Migrações Climáticas em Madrid

A pesquisadora da RESAMA Fernanda de Salles Cavedon-Capdeville participou do Simposio Migraciones Climáticas em Madrid, Espanha, realizado pela Fundación Ecología y Desarrollo (ECODES) no último dia 22.

Fernanda integrou o painel da 3ª sessão, onde apresentou o tema “Cambio Climático y Movilidad Humana: gobernanza global y respuestas jurídicas”. O vídeo de sua exposição pode ser encontrado aqui.

RESAMA participa do Platform on Disaster Displacement Advisory Committee Workshop em Genebra

Entre os dias 13 e 14 de outubro, o pesquisador da RESAMA, Diogo Andreola Serraglio, participou do Platform on Disaster Displacement Advisory Committee Workshop, realizado na cidade suíça de Genebra e organizado pela Platform on Disaster Displacement, com o apoio financeiro do governo da Alemanha.

30204697862_74f1472b54_o

Platform on Disaster Displacement – composta por um grupo diretivo, um comitê consultivo e uma unidade de coordenação – foi estabelecida em julho deste ano com o intuito de dar continuidade aos trabalhos iniciados pela Iniciativa Nansen e, sobretudo, para promover a implementação das diretrizes que compõem a sua agenda de proteção.

O workshop designou-se como o primeiro encontro realizado pela plataforma, a qual reuniu os membros do seu comitê consultivo para fazer um balanço dos avanços relacionados à efetivação da agenda protetiva da Iniciativa Nansen, assim como para analisar o desenvolvimento de mecanismos que almejam controlar os deslocamentos que decorrem dos efeitos adversos das mudanças climáticas no cenário internacional.

30234709041_2f33cdac6f_o

Além do levantamento de questões estratégicas a serem implementadas nos anos de vigência da plataforma, elencaram-se iniciativas que devem ser incluídas no seu plano de trabalho. Nesse contexto, as contribuições trazidas pela RESAMA mostraram-se de suma relevância, uma vez que, a partir da demonstração das práticas regionais, tais como a concessão de vistos temporários em razão de desastres ambientais – os chamados vistos humanitários –, tornou-se possível a inclusão do continente sul-americano como área prioritária de ação.

Após a oportunidade, a RESAMA foi convidada a integrar o quadro de membros que compõem o comitê consultivo da Platform on Disaster Displacement, tendo aceitado o convite para auxiliar no desenvolvimento do plano de trabalho relacionado à América do Sul.

Acesse agenda completa do evento aqui.

Pesquisador da RESAMA marca presença na II Semana de Relações Internacionais da UFABC/UNIFESP

Realizada entre os dias 7 e 9 de novembro, a II Semana de Relações Internacionais da Universidade Federal do ABC (UFABC) e da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) teve como tema “O Brasil e a (des)ordem internacional”.

O pesquisador da RESAMA, Ricardo Burrattino Felix, participou da palestra temática “Questões Sociais, Advocacy e a Inserção do Brasil” ao lado de Milton Rondó Filho, diplomata e coordenador geral da área de combate à fome do Ministério das Relações Exteriores durante os governos Lula e Dilma.

Para mais informações sobre o evento, clique aqui.

Fundadora da RESAMA participa do seminário “Migración, Cambio Climático y Desarrollo Sostenible en America del Sur”

Nos dias 17 e 18 de outubro, a fundadora da RESAMA, Erika Pires Ramos, participou do seminário “Migración, Cambio Climático y Desarrollo Sostenible en America del Sur” em Foz do Iguaçu.

O evento foi organizado pela Asociación Latinoamericana de Población (ALAP) ,  pelo Fondo de Población de las Naciones Unidas (UNFPA) e pela Organización Internacional para las Migraciones (OIM), com o objetivo de analisar as implicações e promover a adoção de políticas públicas nacionais e regionais que integrem migração, meio ambiente e mudanças climáticas em direção ao desenvolvimento sustentável.