No dia 20 de junho, a fundadora da Resama, Erika Pires Ramos, participou do seminário “Vozes do Refúgio”, sediado pelo Museu do Amanhã, no Rio de Janeiro.

O evento foi realizado para marcar o Dia Mundial do Refugiado (20 de junho) e contou com a mostra “Vidas Deslocadas”, uma exposição elaborada pelo Museu do Amanhã em parceria com a Agência da ONU para Refugiados (ACNUR) e a Agence France-Presse (AFP).

Na oportunidade, Erika e outros estudiosos abordaram a questão dos deslocamentos causados por questões climáticas e enfatizaram a importância de criar uma estrutura de governança para atender essa categoria migratória e evitar a potencialização de conflitos.

“O não reconhecimento deixa essas populações expostas a graves violações de direitos humanos. Quando elas migram especialmente entre fronteiras internacionais, são consideradas migrantes irregulares, o que pode dar margem ao aliciamento por traficantes de pessoas”, pontuou Érika. Veja o vídeo do evento.

Para ler mais sobre o evento, clique aqui.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s